Business intelligence é um termo que “engloba aplicativos, infraestrutura, ferramentas e práticas recomendadas que permitem acessar e analisar informações” (Gartner). O termo surgiu com os sistemas de apoio à decisão dos anos 60 e foi difundido nos anos 80. O business intelligence surgiu com os modelos computacionais para tomada de decisões e planejamento, como forma de transformar dados em conclusões. Embora o conceito seja antigo, o business intelligence continua tendo cada vez mais importância.

Este artigo fará uma introdução ao tópico. Para saber mais, há vários livros sobre business intelligence. Também temos uma lista de exemplos reais do business intelligence em ação.

O que é business intelligence?

Business intelligence é um termo de tecnologia que abrange dados, computação e análise nas operações de negócios. Muito além de algo específico, o business intelligence é um termo abrangente que engloba os processos e métodos de coleta, armazenamento e análise de dados das operações ou atividades para otimizar o desempenho dos negócios. Tudo isso é usado de maneira integrada para criar uma visão abrangente da empresa e ajudar as pessoas a tomarem decisões melhores e acionáveis.

Exemplos de business intelligence:

  • Mineração de dados
  • Geração de relatórios
  • Benchmarking e métricas de desempenho
  • Análise descritiva
  • Geração de consultas
  • Análise estatística
  • Visualização de dados
  • Preparação de dados

Por que o business intelligence é importante?

Em poucas palavras, o business intelligence ajuda as pessoas a tomarem decisões comerciais melhores mostrando dados atuais e históricos no contexto empresarial. Ele oferece benchmarks de desempenho para tornar o negócio mais fácil e eficiente, ajudando as pessoas a identificarem as tendências do mercado para aumentar as vendas ou a receita. Se usado com eficácia, o business intelligence pode ajudar até mesmo nos esforços de conformidade e contratação. Praticamente qualquer aspecto do negócio pode ser aprimorado com o business intelligence.

A transformação digital criou um influxo maciço de informações, e esse ritmo não diminui. Há dados em toda parte a toda hora, enraizados nos processos empresariais de organizações de todos os tamanhos. Agora, todo mundo espera acessar e usar novas informações para tomar decisões cotidianas e descobrir quais caminhos devem seguir nos negócios.

Como o business intelligence pode ajudar as empresas:

  • Identificação de áreas ou formas de aumentar o lucro
  • Análise de comportamento de clientes
  • Comparação de dados com empresas concorrentes
  • Acompanhamento do desempenho da empresa
  • Otimização das operações da empresa
  • Previsão do sucesso de novos empreendimentos
  • Identificação de tendências do mercado
  • Identificação de problemas ou desafios dos negócios

Exemplo de um painel de indicadores econômicos, mostrando os impulsionadores de longo prazo da economia dos EUAExemplo de um painel de indicadores econômicos, mostrando os impulsionadores de longo prazo da economia dos EUA.

Como funciona o business intelligence?

As empresas têm perguntas e metas. Para responder a essas perguntas e acompanhar o desempenho em relação às metas, elas reúnem os dados relevantes, analisam esses dados e determinam as ações necessárias para levar a empresa adiante.

Um exemplo prático é o da Charles Schwab, uma empresa de serviços financeiros que usou o business intelligence para obter uma exibição abrangente de todas as filiais nos Estados Unidos, visando compreender suas métricas de desempenho e identificar áreas de oportunidade. Com acesso a uma plataforma de business intelligence central, a Schwab conseguiu compilar os dados de todas as filiais em uma única exibição. Assim, os gerentes de filiais conseguiram identificar clientes que talvez precisassem de alguma mudança nas demandas de investimento. A liderança consegue acompanhar o desempenho de uma região em relação à média e clicar para ver as filiais que impulsionam esse desempenho. Tudo isso leva a mais oportunidades de otimização, além de estimular um atendimento cada vez melhor aos clientes.

Na etapa mais técnica, os dados brutos são coletados das atividades da empresa. Eles são processados e depois armazenados em data warehouses. Feito isso, os usuários podem acessá-los e dar início ao processo de análise para responder as perguntas da empresa.

Diferença entre business intelligence e análise empresarial

A análise empresarial é um subconjunto do business intelligence. De acordo com o glossário de TI da Gartner, “a análise empresarial inclui mineração de dados, análise preditiva, análise aplicada e estatística”. Em suma, as organizações fazem análises empresariais como parte de uma estratégia maior de business intelligence.

A análise empresarial não deve ser um processo linear, pois responder a uma pergunta provavelmente levará à iteração e a perguntas complementares. Em vez disso, pense no processo como um ciclo de acesso, descoberta, exploração e compartilhamento de informações com base em dados. A isso chamamos de ciclo de análise, um termo moderno que explica como as empresas usam a análise para reagir a perguntas e expectativas inconstantes.

Leia mais em nosso whitepaper sobre o ciclo de análise e outros termos de business intelligence.

Ferramentas de business intelligence

Muitas ferramentas de business intelligence de autoatendimento agilizam o processo de análise, permitindo que os usuários entendam os dados com facilidade mesmo sem ter conhecimento técnico especializado.

Uma das maneiras mais comuns de apresentar o business intelligence é pela visualização de dados. Seres humanos são criaturas visuais e muito sensíveis a padrões ou diferenças de cores. As visualizações de dados apresentam as informações de maneira mais acessível e compreensível. Visualizações compiladas em painéis podem facilmente contar uma história, destacando tendências ou padrões que talvez não seriam facilmente revelados com a análise manual dos dados brutos. Essa acessibilidade também possibilita mais conversas sobre os dados, levando a um impacto comercial ainda maior.

Leia o relatório sobre a evolução das tendências de business intelligence.

Diferença entre business intelligence tradicional e moderno

No passado, as ferramentas eram baseadas em um modelo de business intelligence tradicional. Era usada uma abordagem de cima para baixo, na qual o business intelligence era orientado pela organização de TI, e a maioria das perguntas de análise era respondida usando relatórios estáticos. Isto é, se uma pessoa fizesse uma pergunta complementar sobre um relatório, sua solicitação seguiria para a parte debaixo da fila de geração de relatórios e seria necessário iniciar o processo novamente. Esse esquema levou a ciclos lentos e frustrantes de geração de relatórios, em que ninguém conseguia aproveitar os dados para tomar decisões.

Fluxo de trabalho de análise no modelo de business intelligence modernoFluxo de trabalho de análise no modelo de business intelligence moderno.

Hoje, cada vez mais organizações estão migrando para um modelo de business intelligence moderno, caracterizado por uma abordagem de autoatendimento. A TI gerencia os dados (segurança, precisão e acesso), permitindo que os usuários interajam com eles diretamente nas plataformas de business intelligence. Plataformas de análise modernas, como o Tableau, ajudam as organizações a lidar com todas as etapas do ciclo de análise: preparação de dados no Tableau Prep, análise e descoberta no Tableau Desktop e compartilhamento e governança no Tableau Server ou no Tableau Online. Ou seja, a TI pode controlar o acesso aos dados enquanto capacita cada vez mais pessoas a explorarem visualmente seus dados e compartilharem suas ideias.

Leia este whitepaper sobre a abordagem do business intelligence moderno.