HWC: uma perspectiva mais abrangente para tomar decisões melhores


A HWC é especializada em ajudar órgãos governamentais, locais e federais, oferecendo serviços de estratégia organizacional, análises, gerenciamento de programas, entre outros. A associada sênior Teri Caswell e o associado Kyle Pipkins contam como melhoram processos com a ajuda do Tableau.

Com o Tableau, a HWC pôde:

  • Reduzir o tempo de obtenção de informações em dias, semanas e até meses
  • Ajudar os tomadores de decisões a justificar suas escolhas por meio de uma clara compreensão dos dados
  • Esclarecer o que os dados dizem e o que eles não dizem.

Tableau: Como o Tableau beneficia os órgãos governamentais?
Kyle Pipkins, associado: Em minha opinião, o Tableau pode beneficiar o setor público em processos como a análise de exploração de dados, pois acelera o processo de obtenção de informações.

Assim, quando é possível transformar um processo que normalmente levaria cinco dias em um processo que dura uma hora, existe um retorno enorme. Além disso, o investimento é mínimo quando se leva em conta mudanças e reduções de tempo dessa ordem.

Teri Caswell, associada sênior: O governo funciona de forma lenta. Porém, estamos obtendo um grande sucesso com alguns clientes que entendem que ferramentas como o Tableau nos permitem contar uma história que nunca foi contada antes.

Podemos saber onde os dados estão e onde eles não estão. Conseguimos nos reunir e fazer perguntas hipotéticas em vez de esperar o processo de geração de relatórios que leva dias, semanas e, às vezes, meses.

Você pode incorporar uma ferramenta com um excelente custo/benefício e acelerar a distribuição de produtos em 500%.

Tableau: Como você usa o Tableau para aumentar a compreensão da governança de dados?
Teri: A governança de dados é um tópico relevante no setor governamental. Muitas políticas foram modificadas nos últimos anos e algumas dessas modificações ainda estão em andamento. O problema disso é que as pessoas que tomam as decisões no governo, isto é, os governantes eleitos, geralmente não estão presentes para ver o resultado final das mudanças políticas que iniciaram. Além disso, as pessoas que realizam a análise para viabilizar as mudanças geralmente trabalham com sistemas bastante antiquados.

Assim, o que podemos fazer com o Tableau (e que eu, pessoalmente, adoro fazer) é mostrar para elas de forma sutil o que seus dados não dizem. E essas áreas também são passíveis de análise.

Teri: O número final ou os resultados consolidados não são as únicas coisas que importam: as lacunas dos dados também são relevantes. Digamos que esses dados precisem ser extraídos de um órgão específico ou em um momento de captura específico. Se eles forem vazios ou inadequados, podemos identificá-los com bastante rapidez, fazer alterações relevantes, às vezes, até uma modificação de política, e melhorar essa captura para que a análise esteja disponível para ajudar no progresso e na tomada de decisões.

Kyle: Uma ótima vantagem do Tableau é que ele também nos ajuda no back-end. Muitas pessoas não se concentram no back-end da coleta de dados, na criação de consultas, no estabelecimento de conexões com os bancos de dados e coisas do tipo. Porém, há muitos aspectos do back-end nos quais o Tableau ajuda que eles não veem. É por tudo isso que adoramos o Tableau na Hassett Willis. Além disso, nossos clientes ficam encantados com a rapidez com que fornecemos soluções e como elas são excelentes e prontas para serem usadas quando as entregamos.

Estamos obtendo um grande sucesso com alguns clientes que entendem que ferramentas como o Tableau nos permitem contar uma história que nunca foi contada antes. Podemos saber onde os dados estão e onde eles não estão. Podemos fazer perguntas hipotéticas em vez de esperar o processo de geração de relatórios que leva dias, semanas e, às vezes, meses.

Kyle: Na Hassett Willis, damos suporte ao governo em âmbito federal. Minha principal função está relacionada à Agência Federal de Gestão de Emergências dos EUA (FEMA – Federal Emergency Management Agency) e ao Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS – Department of Homeland Security). Se um funcionário do governo que não usa o Tableau me perguntasse por que deveria usá-lo, eu responderia: “Para poupar tempo”. Esse seria o motivo principal. O Tableau, acima de tudo, poupará tempo e criará uma cultura madura orientada por dados.

Ele ainda é considerado uma solução inovadora no governo, pois permite incorporar uma ferramenta com um excelente custo/benefício e que chega a acelerar em 500% a distribuição de produtos.

Teri: O governo funciona de forma lenta. Porém, estamos obtendo um grande sucesso com alguns clientes que entendem que ferramentas como o Tableau nos permitem contar uma história que nunca foi contada antes. Podemos saber onde os dados estão e onde eles não estão. Podemos fazer perguntas hipotéticas em vez de esperar o processo de geração de relatórios que leva dias, semanas e, às vezes, meses.

Além disso, quando esses relatórios chegam à mesa do responsável, ou a pessoa nem trabalha mais na organização, ou aconteceram tantas coisas que eles já não são relevantes. Não é possível progredir dessa forma. O programa realmente acelera a obtenção de informações e atende às nossas expectativas. Na Hassett Willis, chamamos isso de “informações claras”, pois nossa meta é encontrar histórias interessantes que promovam mudanças positivas.

Você também pode gostar de...