Holanda do Sul alcança melhor transparência governamental


Tableau: Vocês podem nos contar um pouco sobre como usam os dados na Holanda do Sul?
Jesper Van Loon, assessor político: Somos um governo público e estamos no meio termo entre a administração nacional e municipal. Portanto, nossa maior força vem das informações e do conhecimento. É por isso que precisamos de muitas informações.
Mathijs Van Niel, assessor político: Temos vários tipos de conjuntos de dados sobre habitação, sobre tráfego e fazemos análises a partir deles. Também publicamos nossos painéis em um portal de BI para que o público e os habitantes da província, ou seja, cerca de 3,5 milhões de pessoas, possam usar os dados também.
Jesper: Você tem que pensar sobre os problemas de habitação, projetar cenários e desdobramentos futuros, considerar a evolução demográfica e projetar sua análise econômica e de mobilidade; tudo isso deve estar incluído, e também é preciso fornecer dados para que as pessoas possam tomar suas próprias decisões sobre esses desdobramentos, de modo a capacitá-las com as informações certas.

Tableau: Quais tipos de desafios fizeram vocês considerar o Tableau?
Jesper: Quanto mais perguntas você recebe, mais difícil se torna respondê-las. Então, precisamos de uma ferramenta para, bem... lidar com elas.
Mathijs: Eu acho que existem várias formas de utilizar o Tableau. Há muitos dados disponíveis, só que ninguém pode usá-los. O Tableau pode ser uma ferramenta muito útil, pois facilita o processo de tornar os dados públicos.
Jesper: Nós já sabemos o que queremos com os dados, e eles estão disponíveis, mas estão longe de serem estruturados. Às vezes, eles diferem de província para província, ou a forma como você os obtêm também é diferente. Então, é muito bom poder combinar todas essas coisas e depois usar o Tableau para integrá-las e ver tudo fazer sentido. Acredito que agora temos uma plataforma que é mais interativa, mas que também nos dá a opção de chegar aos dados com muito mais rapidez. Assim, conseguimos transferir o trabalho que fizemos no Excel, por exemplo, para o Tableau e torná-lo mais interativo para nós, como analistas, e também para o usuário final.

Tableau: Vocês podem me contar um pouco sobre seus dados?
Mathijs: Eles são bancos de dados do SQL, do Excel e do Access. Algumas planilhas do Excel têm cerca de 15 linhas e três colunas para grandes conjuntos de dados sobre as casas na Holanda – são milhões de registros.
Jesper: E você tem todos os formatos geoespaciais, como arquivos XML e GML... Nossa experiência vem principalmente do tipo geoespacial de análise, que é bastante complexo e exige que você tenha muito conhecimento sobre vários programas. Vimos que, mesmo na análise geoespacial, o Tableau era capaz de oferecer boa parte do que queríamos. Isso foi uma surpresa para nós.
Mathijs: Uma surpresa agradável.

Tableau: Como tem sido compartilhar as visualizações do Tableau através do site de vocês?
Jesper: É muito útil, especialmente para conjuntos de dados grandes – é mais eficaz apresentá-los com o Tableau e colocá-los no site. Podemos tornar interessante um assunto a princípio tedioso ao apresentá-lo com o Tableau.

Tableau: É ótimo ouvir isso! Como está indo? É razoavelmente fácil para incorporar e fazer a manutenção?
Mathijs: O impacto foi muito grande. Três anos atrás, nós elaboramos um site como este, e todos os nossos gráficos e mapas eram em formato JPEG. Tínhamos que criar os JPEGs e colocá-los em um site. Era muito trabalhoso. Agora, com o Tableau, está tudo incorporado; você pode alterar as coisas nos painéis e eles são alterados na página em tempo real.

Tableau: Que maravilha! O que vocês estão fazendo com o tempo economizado?

As pessoas veem que os dados podem ser interessantes e dinâmicos, que eles não são um assunto chato que você deveria evitar ao máximo, mas algo em que você deveria investir.

Jesper: Não gastamos menos tempo com o planejamento do que antes, mas o que acontece é que, quando percebemos que o trabalho está indo mais rápido, nós agregamos mais coisas. Então, na mesma janela de tempo, temos conseguido acrescentar muito mais informações. Tudo isso graças à eficácia que temos agora. As pessoas veem que os dados podem ser interessantes e dinâmicos, que eles não são um assunto chato que você deveria evitar ao máximo, mas algo em que você deveria investir.

Tableau: O que vocês fariam se não tivessem o Tableau?
Mathijs: Se não tivéssemos o Tableau…
Jesper: Procuraríamos outro emprego!
Mathijs: Acho que seria muito menos agradável trabalhar na função em que estamos agora.

Você também pode gostar de...