Isso muda tudo: analítica móvel e o futuro dos negócios


Visão geral | O que você aprenderá: 

O mundo da inteligência de negócios está mudando rapidamente e a inteligência de negócios em dispositivos móveis está no centro dessa mudança. Com painéis interativos repletos de dados que podem ser acessados e explorados em qualquer dispositivo, uma vantagem competitiva está literalmente na palma da mão dos funcionários das empresas.

A inteligência de negócios em dispositivos móveis permite a uma organização:

  • Dar suporte ao acesso móvel a dados para melhorar as operações cotidianas
  • Alinhar a organização em torno de uma única visão abrangente dos dados
  • Definir e iterar rapidamente novas métricas
  • Obter informações simultaneamente de várias fontes de dados internas e de terceiros
  • Avaliar oportunidades de dados sem amplo investimento antecipado em TI
  • Acelerar o trabalho de analistas e usuários de negócios com a funcionalidade de autoatendimento

Neste white paper, analisaremos três mudanças importantes possibilitadas pela inteligência de negócios em dispositivos móveis:

  • Mudar a maneira de comunicar valor
  • Mudar a maneira de operar
  • Mudar a maneira de trabalhar em equipe

Nestes três estudos de caso, você “verá” como a transformação móvel pode capacitar a sua organização a tomar decisões melhores e mais rápidas, obter economias de custo significativas e garantir uma vantagem sobre a concorrência.

Mudar a maneira de comunicar valor

Você está usando seu melhor terno. Você até mesmo o levou para o tintureiro. E sua equipe passou semanas nessa negociação. Você sabe que seus concorrentes também querem essa conta, mas tem certeza de que sua equipe é a melhor para o trabalho. Você estudou o mercado do cliente em potencial, seus produtos, seus desafios e seus pontos fortes. Você sabe perfeitamente o que pode oferecer a ele. Você está nervoso, mas otimista. Você cumprimenta com um aperto de mão os executivos do cliente em potencial ao entrar na sala de reunião.

A maneira antiga

Seus analistas mostraram projeções. Você tentou prever cada pergunta do cliente em potencial. Você imprimiu e encadernou um relatório de 30 páginas repleto de gráficos, quadros e itens com marcadores. A executiva folheia o relatório conforme você faz sua proposta. Ela olha para o relógio.

“Essas projeções parecem boas”, ela diz, “mas, internamente, decidimos descontinuar duas dessas marcas no final do ano. Não tenho certeza se essa análise ainda fará sentido”. Você garante a ela que sua equipe é a melhor para o trabalho. “Analisaremos os novos números e você receberá o relatório na sua caixa de entrada hoje à tarde”, você diz.

Você soube que a concorrência se reunirá com ela mais tarde no mesmo dia e espera convencer um dos seus analistas a criar o relatório revisado antes de outra pessoa fechar o negócio.

A transformação móvel

Sua equipe criou painéis interativos para o cliente em potencial e você os carregou em um iPad. Eles apresentam mapas, previsões e quadros visualmente atraentes em um nível de resumo executivo, com a capacidade de detalhar para os níveis mais granulares dos dados com um simples toque. O painel possui filtros para marca, local, ano e departamento.

Você caminha pela sala e entrega à executiva seu cartão de visitas e seu iPad.

“Criamos alguns painéis que demonstram o que fizemos para nossos clientes no passado e também o que esperamos fazer por vocês”, você diz a ela.

“Essas projeções parecem promissoras”, ela diz. “Mas estamos descontinuando duas dessas marcas no fim do ano. Posso filtrar para removê-las e ver como fica?”

Você acena com a cabeça que sim. Ela passa a próxima hora perguntando - e respondendo - suas próprias perguntas, sem desgrudar do iPad.

“Isso é mesmo interessante”, ela comenta. “Muito interessante”.

Ela não olha para o relógio nenhuma vez.

Mudar a maneira de operar

Você é o gerente regional de uma cadeia de lojas de varejo que foi duramente atingida pela recente recessão. Seu gerente geral lhe disse bem claramente que se você não conseguir melhorar os números neste trimestre, a empresa encontrará alguém que possa. Você sabe que os seus preços não são competitivos na região e os números corporativos mostram que o centro de distribuição está operando a custos bem altos. As entregas dos fornecedores costumam atrasar, pedidos de urgência e pagamento por hora extra são comuns e alguns dos seus melhores gerentes de loja individuais encontraram outro emprego, em vez de enfrentarem a frustração diária. Você precisa corrigir o centro de distribuição.

A maneira antiga

Você passa vários dias revisando centenas de páginas de registros do centro de distribuição. Você tem dúvidas sobre os atrasos em categorias e fornecedores específicos, por isso, envia uma solicitação à equipe de inteligência de negócios corporativos em Baltimore. Ela entra em uma fila.

Enquanto isso, você vai até o centro de distribuição para se reunir com o gerente. Ele está ansioso para ver melhoras também, mas está trabalhando com os mesmos dados desatualizados que você.

“Gostaria que não houvesse tantos pedidos de urgência”, diz ele, “mas só recebo os relatórios de inventário uma vez, pela manhã. Quando uma loja vende algo mais rápido do que esperamos, não fico sabendo até o dia seguinte, no melhor caso, então é um pedido de urgência. E então descubro que temos inventário extra em outra loja, mas não tinha essa informação quando fiz o pedido”.

Ele analisa a área do centro de distribuição do seu escritório no segundo andar. “Nunca sei quando um pedido de urgência vai aparecer, então preciso manter todo mundo aqui até que apareça. Eles não se importam. Estão ganhando hora extra. Para eles, leva o tempo que levar, entende?”

Você acena com a cabeça e toma notas. O gerente sai para descer as escadas e ajudar com um problema na área e você consulta seus e-mails no seu iPad. A equipe de inteligência de negócios respondeu à sua solicitação; eles estimam que terão os relatórios revisados até o fim da próxima semana.

Você estala os dedos e pensa que talvez seja a hora de participar de mais eventos de networking.

Quer saber mais? Baixe o restante do white paper!

Continuar lendo...

Você também pode gostar de...