Contando histórias com Big Data na Wells Fargo



A Wells Fargo & Company é uma empresa de serviços financeiros com capital aberto, que em 2014 atendeu 70 milhões de clientes. A árdua tarefa de transformar os dados gerados por esses clientes em informações inteligíveis e úteis é responsabilidade de uma pequena equipe. Neste vídeo, três membros dessa equipe falam sobre como o Tableau os ajuda a gastar menos tempo reorganizando os dados e mais tempo os entendendo.

Fundada em 1852 e conhecida por sua emblemática diligência, a Wells Fargo & Company é uma empresa de serviços financeiros com sede em São Francisco e com ativos estimados em US$ 1,7 trilhão.

Quando a empresa precisou recriar seu portal corporativo de operações bancárias, os principais tomadores de decisão descobriram que coletar muitos dados era fácil, mas ajudar as pessoas a tomar boas decisões com eles era muito mais difícil.

Em 2014, os dados de clientes da Wells Fargo foram originados de:

  • 70 milhões de clientes
  • Mais de 8.700 locais
  • Escritórios em 36 países

Depois de adotar o Tableau, a equipe foi capaz de:

  • Reduzir o tempo gasto com a reorganização dos dados
  • Dedicar mais tempo às análises
  • Entender as necessidades dos clientes e tomar decisões orientadas por dados

Christine Birtel, chefe do setor de análises e informações de clientes: Nossa estratégia do primeiro ano era “peça, pegue emprestado e roube”, embora não houvesse nenhum roubo acontecendo na Wells Fargo. Fizemos muitos pedidos e empréstimos.

Era muito importante que pudéssemos criar a equipe, construir a infraestrutura e criar valor imediatamente.

Secil Watson, vice-presidente executiva e chefe de soluções de vendas na Internet: Temos uma base de clientes muito diversificada. Nela podemos encontrar de tudo, desde pequenas empresas até grandes instituições financeiras. Não há um tipo de cliente que podemos generalizar.

Christine: Tudo o que fazíamos era coletar todos os dados possíveis e integrá-los para podermos criar histórias sobre os usuários e seus comportamentos.

O principal objetivo de coletar todos esses dados é nos ajudar a entender como deveríamos recriar nosso portal corporativo de operações bancárias.

Brian Mooneyham, vice-presidente do setor de análises e informações de clientes: Rapidamente descobrimos que esses dados eram muito confusos.

A principal vantagem do Tableau é nos permitir levar muitas informações a um público bastante abrangente, o que não seria possível sem uma equipe extremamente grande.

Christine: Foi necessário nos reunir como uma equipe para entendermos o que estava acontecendo. Por exemplo, dizer que “essa confusão toda aqui significa que a pessoa estava fazendo… isso”.

A principal vantagem do Tableau é nos permitir levar muitas informações a um público bastante abrangente, o que não seria possível sem uma equipe extremamente grande.

Secil: Com o Tableau conseguimos alocar menos recursos para limpar os dados e organizá-los para gerar relatórios, porque podemos automatizar a geração dos relatórios. Consequentemente, a tarefa de muitos dos recursos da nossa pequena equipe é transformar a análise de dados em informações.

Brian: Eu não gostaria de ter que fazer o meu trabalho sem o Tableau. Tenho certeza disso. Ele tem recursos ótimos para me ajudar em meu trabalho e no trabalho de todo o grupo. Não seria nada divertido fazer meu trabalho sem ele.

Christine: Somos geeks dos dados, nerds, e temos um senso de humor um pouco diferente. Ou seja, somos uma equipe muito legal.

Você também pode gostar de...