A Sony utiliza dados de streaming de músicas para otimizar a eficiência do marketing com o Tableau.


A geração de relatórios com mais eficiência possibilita mais tempo para o desenvolvimento de estratégias e para a criatividade
Encontrando detalhes e novas informações para profissionais de marketing com visualização de dados interativa
Aumentando a flexibilidade e a agilidade do gerenciamento de projetos

A Sony Music, uma das maiores empresas fonográficas do mundo, está alterando seus negócios radicalmente com o streaming de músicas, e com o volume de dados que são coletados como resultado. Com tantos dados, a Sony está indo além das ferramentas convencionais para escalonar e melhorar análises, buscando melhorar a otimização e a eficiência das ações de marketing.

Ryan Rauscher, gerente de business intelligence da Sony Music da Alemanha, explica como o Tableau reduziu de maneira significativa os esforços de geração de relatórios, apesar dos volumes de dados cada vez maiores, e como os painéis visuais apresentam informações que possibilitam o crescimento da receita e ações de marketing mais eficazes.

Melhorando a eficiência da geração de relatórios para possibilitar mais tempo para o desenvolvimento de estratégias e para a criatividade

Muitas grandes estrelas da música são contratadas da Sony, e a empresa é responsável pelo marketing desses nomes. Enquanto a venda de discos físicos vem perdendo a importância, o streaming de músicas pela internet passa por um aumento meteórico.

“Uma das perguntas mais importantes que precisamos nos fazer é de onde está vindo nosso dinheiro, a receita do setor de streaming”, disse Rauscher.

Para responder a esta pergunta, a empresa analisa uma quantidade imensa de dados de diversas fontes diferentes de maneira contínua. “Eu acredito que, hoje, recebemos de três a cinco bilhões de pontos de dados por semana somente do streaming de músicas. Além disso, recebemos dados do Shazam e do YouTube. E também há fontes de dados locais, como a calculadora oficial das paradas musicais de sucesso da Alemanha, veiculação em rádios, números de vendas tradicionais e posição em classificações", disse Rauscher.

Com a rápida mudança dos modelos de negócios, canais e serviços de streaming, a Sony se viu diante de um grande desafio: compreender, gerar relatórios e tomar decisões com todos estes novos dados. Em 2014, a Sony introduziu o Tableau para ajudar a solucionar estes problemas. Ao disponibilizar visualizações de dados por autoatendimento a colegas ao redor do mundo para a geração de relatórios e tomada de decisões diárias, a Sony encontrou mais tempo para ser estratégica e criativa.

Acredito que esta seja a maior vantagem do Tableau: agora, muitos colegas podem se concentrar na interpretação criativa dos números, em vez de criar relatórios e lidar com os dados sozinhos.

“Nós precisamos de ferramentas que nos permitam experimentar coisas diferentes, mudar relatórios, interagir com os dados, tentar outras coisas, tudo com rapidez. É por isso que o Tableau definitivamente é a ferramenta certa para nos lidarmos com essa quantidade de dados”, disse Rauscher.

Depois de um início modesto, a adoção do Tableau rapidamente se espalhou pela organização. Hoje, cerca de 2.000 funcionários da Sony Music usam o Tableau para agregar e analisar muitos dados em tempo real, monitorando e gerando relatórios. Ao centralizar a geração de relatórios, a empresa conseguiu economizar muito tempo em trabalhos de rotina, e também melhorou a qualidade das suas informações.

“Antes da introdução do Tableau, só na Alemanha nós tínhamos cerca de 30 colegas que baixavam números todos os dias, todas as semanas, convertiam os dados em relatórios de Excel e reformatavam todos eles”, conta Rauscher.

“Hoje, eles podem poupar este tempo, porque lidamos com eles de maneira centralizada. Com este tempo, eles podem se dedicar a realizar análises e criar conteúdo. Acredito que esta seja a maior vantagem do Tableau: agora, muitos colegas podem se concentrar na interpretação criativa dos números, em vez de criar relatórios e lidar com os dados sozinhos”, disse Rauscher.

Nós precisamos de ferramentas que nos permitam experimentar coisas diferentes, mudar relatórios, interagir com os dados, tentar outras coisas, tudo com rapidez. É por isso que a Tableau definitivamente é a ferramenta certa para nos lidarmos com essa quantidade de dados.

Encontrando detalhes e novas informações para profissionais de marketing com visualização de dados interativa

Antigamente, os relatórios da Sony se limitavam a indicadores de desempenho com abrangência padrão, como vendas, lucros, classificação nas paradas ou números simples de downloads, uma vez que dados e análises viviam isoladamente.

Com o Tableau, não importa de onde os dados estão vindo ou a complexidade dos negócios: áreas de análises totalmente novas podem ser exploradas com as ferramentas de visualização de dados interativas do Tableau. “Nós podemos fornecer dados para todos os colegas, disponibilizar trabalhos com base em dados e decisões baseadas em dados para departamentos e selos de maneira individual.”, disse Rauscher.

Por exemplo, com um painel interativo os funcionários da Sony podem monitorar o desenvolvimento geral de vendas e, além disso, os usuários podem mergulhar nos detalhes completos dos dados e descobrir informações por departamento, por que o volume de vendas foi gerado e, ao final, melhorar a tomada de decisões de marketing em relação aos serviços de streaming.
“Nós vemos como muitas músicas de sucesso, como por exemplo playlists criadas pelo próprio Spotify, às vezes geram mais da metade dos números de streaming e receitas. Essa é uma informação muito importante para nós, pois nos permite alinhar nosso marketing adequadamente.”

É fundamental que nós possamos fornecer dados para todos os colegas, e que possamos disponibilizar trabalhos com base em dados e decisões baseadas em dados para os departamentos e selos individuais.

Aumentando a flexibilidade e a agilidade do gerenciamento de projetos

O Tableau mudou a abordagem da Sony Music para a execução de projetos, proporcionando uma maior capacidade de resposta e flexibilidade nas operações de rotina. “Nos afastamos do gerenciamento de projetos tradicional e seus longos tempos de prospecção, e avançamos na direção do trabalho ágil com produtos fortes”, explica Rauscher. “Toda a nossa documentação do trabalho é desenvolvida ao redor da infraestrutura, painéis e pastas de trabalho do Tableau. Nós meio que nos reestruturamos em torno do Tableau. Isso nos ajuda a manter e concluir projetos mais rapidamente. Eu não voltaria para aquele mundo anterior à chegada do Tableau.”

Você também pode ter interesse em...