Cinco coisas que suas planilhas não podem fazer


Visão geral | O que você aprenderá: 

O Excel é a ferramenta de análise preferida de muitas pessoas. No entanto, por mais que as planilhas sejam úteis, quando o assunto é obter informações relevantes de Big Data elas simplesmente não apresentarão todas as respostas que você procura.

Planilhas não são a ferramenta adequada para fazer análises avançadas e responsivas ou de grandes volumes de dados. Com frequência, erros são cometidos às custas de eficiência, precisão e muito tempo perdido. No mercado atual, gráficos e tabelas básicos são apenas o “feijão com arroz”; para obter o máximo dos seus dados é preciso usar diversos tipos de exibições visuais avançadas.

Leia este whitepaper para conhecer cinco ótimas maneiras de ir além das planilhas e aproveitar melhor os seus dados.

Neste whitepaper, você aprenderá a:

  • Usar todos os seus dados, independentemente do seu tamanho e de onde eles estejam armazenados
  • Obter uma visão holística combinando e organizando seus dados
  • Melhorar suas visualizações de dados de quatro formas diferentes
  • Criar painéis rápidos, interativos e compartilháveis
  • Trabalhar com dados em tempo real e definir atualizações automáticas para seus dados

Também separamos as páginas iniciais do whitepaper para você ler. Baixe o PDF à direita para ler o restante do documento.


Ótimo como martelo, péssimo como chave de fenda

A análise de dados ganha mais importância a cada momento, todos os dias. O Excel é a ferramenta de análise preferida de muitas pessoas. Apesar de ser útil, ele tem suas limitações. A pressão para obter mais informações de seus dados é cada vez maior, e nem sempre as planilhas têm os recursos necessários para fornecer as informações de que você precisa. A boa notícia? Existem muitas outras ferramentas disponíveis.

Integre todos os seus dados

Não importa o tamanho da sua organização, é muito provável que ela tenha dados espalhados em diversos lugares – e em grande quantidade. Eles já não estão apenas em planilhas, mas também armazenados na nuvem e em data warehouses locais. Não é à toa que são chamados de Big Data. Dados de mídias sociais, dados transacionais, registros de clientes e análises na Web são apenas alguns exemplos de informações que crescem rapidamente e não podem ser analisadas de forma adequada em uma planilha. Usuários do Excel e do Google são muitas vezes obrigados a usar subconjuntos de dados para análises ad hoc, que respondem apenas a uma parcela ínfima das suas perguntas. A verdade é que, usando apenas uma planilha com milhões de linhas, você fatalmente irá dar de cara com a parede.

Quer você esteja preenchendo sua planilha até o limite, ou trabalhando com conjuntos de dados menores, executar macros e cálculos sofisticados em uma planilha geralmente sobrecarrega o programa, tornando o seu trabalho demorado e estressante. Você tem muito a fazer para perder tempo escolhendo quais conjuntos de dados pode descartar ou tentando estimar quantas horas vai demorar para atualizar os seus cálculos.

Combinação e organização dos dados

Um relatório trimestral geralmente contém dados exportados do seu sistema CRM, dados extraídos do seu banco de dados de vendas e ainda mais dados publicados pelo financeiro. Se escolher usar planilhas, você gastará horas em cada conjunto de dados tentando entendê-los e unificá-los, para depois criar uma apresentação com eles.

Existe uma maneira mais eficaz. A resposta é unir ou combinar dados de várias fontes.

Quer saber mais? Baixe o restante do whitepaper!

Continuar lendo...

Você também pode gostar de...