Cinco dicas para aproveitar melhor o Google Analytics


Visão geral | O que você aprenderá: 

O Google Analytics oferece vários excelentes recursos para o acompanhamento dos visitantes, das origens do tráfego e da taxa de conversão de seu website. E você ainda pode conseguir muito mais quando tira o máximo proveito de todos os seus dados coletados pelo Google Analytics.

Faça e responda a perguntas mais complexas: até que ponto o público que visita sua página corresponde ao seu público-alvo? Quais fontes de tráfego fornecem os clientes mais valiosos (não apenas conversões únicas)? Como você pode capacitar colegas que não são especialistas em análise na Web a usar e se beneficiar plenamente dos dados de seu website? Que tipo de novas ideias para conquistar e reter clientes você pode aprender ao aliar os dados do Google Analytics aos dados do Salesforce.com ou de outras fontes?

E como você pode fazer tudo isso de forma rápida, sem muito trabalho manual? Leia este whitepaper para aprender cinco dicas sobre como aproveitar melhor os dados do Google Analytics.

Também separamos as páginas iniciais do whitepaper para você ler. Baixe o PDF à direita para ler o restante do documento.


1. Automatize sua análise de coorte

Muitas organizações usam a análise de coorte para compreender uma classe de visitantes de website, geralmente segmentada por uma ação específica durante um período de tempo. A análise de coorte pode incluir dados de plataforma cruzada da Web, das redes móveis e off-line. Por exemplo, quando um cliente faz a primeira compra em um navegador desktop e acompanha a compra em um navegador móvel e na loja, qual é o valor da vida útil daquele cliente até hoje?

Se você ainda não estiver usando a análise de coorte, este post do defensor do Google Analytics Justin Cutroni em seu blog oferece sugestões para começar. Comece inserindo as datas de conversão da atividade. Em seguida, use variáveis ou eventos personalizados para criar coortes.

Para profissionais experientes em análise de coorte, você pode querer formas de simplificar o processo. Em uma série no blog do Google Analytics, o presidente da E-Nor Feras Alhlou e o arquiteto de soluções de análise Shiraz Asif mostram como automatizar a análise de coorte em plataforma cruzada. Isso pode economizar tempo e reduzir o trabalho manual de integrar dados on-line e off-line. E você pode visualizar as coortes como chaves variáveis personalizadas ao longo de um período.

2. Realize análises avançadas com o recurso arrastar e soltar

Altos e baixos são interessantes, mas às vezes o que você realmente quer saber são as tendências no volume geral para o seu site, páginas ou grupos de páginas. Se exportar para o Excel, você poderá selecionar um gráfico em linha nas Ferramentas de gráfico e, então, seguir o guia de ajuda do Microsoft Office para linhas de tendência. Mas é melhor preparar uma boa xícara de café antes, porque, para algo que deveria ser simples, a interface e as etapas não são nada intuitivas. Por outro lado, se estiver usando um software da Tableau, basta trazer seus dados através do conector direto do Tableau para o Google Analytics, clicar com o botão direito sobre o gráfico e selecionar linhas de tendência.

3. Faça a análise da página anterior e da próxima página

Com os relatórios de visualização de fluxo do Google Analytics, você pode ver como seus visitantes navegam pelo conteúdo. A visualização de fluxo mapeia a página inicial e as páginas seguintes. Os nós representam pontos através dos quais o tráfego flui. Um nó pode ser uma página única, um diretório, um evento ou uma dimensão. Com o relatório de Fluxo de visitas, você pode acompanhar os padrões seguidos pelos visitantes, como ir de uma página da campanha para um vídeo e, em seguida, para uma página de compra. Clique em qualquer um dos nós e selecione para ver o tráfego de ou para esse nó.

Infelizmente, o que você não pode fazer nos relatórios de visualização de fluxo é filtrar para ver como diversas variáveis afetam as páginas anteriores e as próximas. Por exemplo, as tendências da página anterior para a próxima são diferentes de acordo com a geografia? E quanto a períodos de tempo ou dias da semana? E se você quisesse adicionar ainda mais variáveis, tais como segmentos de clientes?

Para filtrar dados da página anterior para a próxima por diversas variáveis, será preciso exportar seus dados do Google Analytics. Você já pode estar exportando do Google Analytics para o Excel ou arquivos de valores separados por coluna (.csv). Ou, para economizar tempo e reduzir o trabalho manual, experimente o conector direto do Tableau com o Google Analytics.

Quer saber mais? Baixe o restante do whitepaper!

Continuar lendo...

Você também pode gostar de...