Os alunos do curso de Computação Gráfica da Universidade de Puget Sound usam o Tableau para responder a perguntas do mundo real.


Uma curiosidade: o professor David Akers conheceu o Tableau quando estava na Universidade de Stanford.   Seu orientador de monografia era Pat Hanrahan, um laureado professor de Ciência da Computação, que também é CTO da Tableau Software.  David Akers agora leciona nos cursos de Matemática e Ciência da Computação na Universidade de Puget Sound.

No curso de computação gráfica voltada para informação ministrado por David, os alunos receberam a tarefa de responder à seguinte pergunta: qual é a relação entre o número de médicos (per capita) de um país e a expectativa de vida de sua população?  E mais: como essa relação varia entre as diferentes regiões do mundo?

Essa tarefa também inclui a criação de um site para mostrar suas descobertas.

Por incrível que pareça, meu plano de fazer os alunos aprenderem a usar o software deu certo.

O objetivo de David era fazer com que os alunos aprendessem a se preparar e a pensar em questões como estas: quando é bom usar o tamanho para codificar visualmente uma variável? Como reordenar linhas ou colunas de dados para criar uma imagem mais informativa?  Para começar, David ensinou os princípios básicos dos modelos de dados relacionais e o trabalho de Bertin sobre codificações visuais.  Então, os alunos receberam um conjunto de dados preparado (limpo) com indicadores de saúde e foram direcionados para o ‘Tour de introdução’ no menu Ajuda do Tableau.  “Por incrível que pareça, meu plano de fazer os alunos aprenderem a usar o software deu certo”, afirma David.  A Tableau também deu uma palestra para os alunos, que puderam ter uma excelente visão geral dos recursos.

O exercício foi um sucesso.  Os alunos criaram análises visuais atraentes e fáceis de entender, complementadas por textos que ajudavam o leitor a navegar por toda a história visual.   Foi incrível observar as diferenças e as semelhanças das estruturas escolhidas pelos alunos para criarem suas histórias visuais.

Você também pode gostar de...