Whitepaper

Dez principais tendências de business intelligence para 2015

Autoria
Ellie Fields, Diretora sênior de desenvolvimento de produtos, Tableau

Uma nova geração de business intelligence surge como a expectativa para análise de fácil utilização, e o conhecimento para perguntar e responder com dados continua crescendo. A onda de inovação está longe do seu fim.

Este documento destaca as principais tendências em business intelligence para 2015, inclusive:

1. A governança se transformou

Como o panorama de business intelligence se transformou em dados de autoatendimento, a governança também deve passar por essa transformação. Abordagens simples como isolar todos os dados empresariais não funcionará por muito tempo - nem a abordagem de acabar com os processos. As organizações começarão a investigar o que significa a governança em um mundo de análise de autoatendimento.

Leia mais no whitepaper.

2. A inteligência social é uma vantagem competitiva

Em 2014, vimos que as organizações começaram a analisar os dados sociais com determinação. Em 2015, a liderança começará a se beneficiar de suas capacidades. Acompanhar conversas em escala via social permitirá que as empresas descubram quando um assunto vai virar tendência e sobre o que os clientes estão conversando. A análise social abrirá a porta para a otimização do produto receptivo.

TDWI, Customer Analytics in the Age of Social Media (TDWI, Análise do Cliente na Era das Mídias Sociais)

3. A análise surge em toda a organização

O analista de dados de hoje pode ser um gerente de operações, o executivo de uma cadeia de fornecimento ou até mesmo um vendedor. Tecnologias novas e mais fáceis de usar que oferecem análise baseada em navegador permitem que as pessoas respondam questões comerciais ad-hoc. As empresas que reconhecem isso como uma vantagem estratégica começarão a oferecer suporte a analistas com dados, ferramentas e treinamento para ajudá-los a desempenhar sua função.

Gartner's 2014 Magic Quadrant (O Quadrante Mágico de 2014 da Gartner)

4. As comunidades se diferenciam

A consumerização da TI não é mais teórica; é um fato. As pessoas usam produtos que elas gostam de usar, e com o software de análise não é diferente. As empresas cujos produtos inspiram e capacitam estão vendo suas comunidades florescerem. E os potenciais clientes também analisarão o funcionamento de comunidades de produtos como importantes pontos de prova em mercados concorridos.

Melhor da Web, agosto de 2014

Baixe o whitepaper para ver o restante!

Sobre o autora

image

Ellie Fields

Diretora sênior de desenvolvimento de produtos, Tableau

Ellie Fields lidera as equipes de desenvolvimento de produtos na Tableau responsáveis por criar recursos analíticos que ajudam mais pessoas. Ela comanda a estratégia e a execução de produtos para aplicativos móveis, colaboração, alertas, experiência de servidor, integração e Tableau Public. Ela também ministra palestras regulares sobre a abordagem de business intelligence do Tableau. Antes da Tableau, Ellie trabalhou na Microsoft e com capital de risco. Ela é formada em engenharia pela Universidade Rice e fez MBA na Faculdade de Pós-Graduação em Administração de Empresas da Universidade Stanford.