Os dados não representam mais uma vantagem competitiva. Eles são essenciais para a saúde e sobrevivência de uma organização Este manual foi feito para executivos e líderes de dados que desejam criar resiliência com dados, começando pela sua força de trabalho. A promoção de uma cultura de dados proporciona a cada pessoa da sua organização as informações necessárias para enfrentar os desafios comerciais mais complexos.


Introdução: Medindo o impacto da cultura de dados na empresa


A pandemia da COVID-19 mostrou que o uso ágil e estratégico dos dados tem grande impacto na capacidade de uma organização reagir às mudanças do mercado. Mas, para tirar o máximo proveito dos seus dados, é preciso mais do que apenas tecnologia. É preciso comprometimento para promover decisões impulsionadas por dados em todos os níveis da organização.

Apesar dos trilhões de dólares investidos em dados nos anos mais recentes, os líderes ainda não foram capazes de criar uma cultura impulsionada por dados.

De acordo com uma pesquisa executiva sobre Big Data e IA realizada em 2019 pela NewVantage Partners com 64 diretores de empresas:


72% Icon

72% dos participantes responderam que ainda não criaram uma cultura de dados.

53% Icon

53% declararam que ainda não estão tratando os dados como um ativo da empresa.

52% Icon

52% admitiram que não estão competindo em dados e análise.


A crise global coloca essas falhas em evidência e nos lembra que as organizações precisam cultivar comportamentos e mentalidades que apoiem uma cultura de dados, embarcando em uma missão conjunta para colocar os dados no centro de todas as decisões.

Mesmo antes da crise, as empresas impulsionadas por dados já estavam colhendo frutos. A Tableau contratou a empresa internacional de pesquisas de mercado IDC para realizar um estudo* a fim de identificar os principais elementos concretos e abstratos que influenciam uma cultura de dados. Entrevistando colaboradores de grandes empresas de todo o mundo, a IDC investigou os fatores que separam as organizações que lideram daquelas que ainda estão na fase inicial de adoção.



Escala da cultura de dados

Fonte: Infobrief da IDC , patrocinado pela Tableau, Por que você deve se importar com a cultura de dados, abril de 2020.


Em comparação com empresas que estão na fase de capacitação em dados, ou seja, aquelas que estão na ponta menos amadurecida da escala de cultura de dados, 18 por cento mais empresas que estão na fase de adoção de dados viram suas receitas aumentarem e outros 20 por cento obtiveram aumento nos lucros. No entanto, as empresas de maior sucesso são as que lideram com dados, aquelas que têm culturas de dados mais bem-sucedidas.


Empresas que lideram com dados obtêm benefícios como:


41% Icon

41% de redução no tempo de lançamento no mercado em comparação com entidades que estão na fase de capacitação em dados.

89% Icon

89% de melhoria na aquisição e retenção de clientes em comparação com entidades que estão na fase de adoção de dados.

45% Icon

45% de melhoria na retenção de funcionários em comparação com entidades que estão na fase de capacitação em dados.


Ter uma cultura de dados é ainda mais relevante agora. A McKinsey destacou três mudanças que continuam a evoluir a partir da crise da COVID-19:
  1. Nos Estados Unidos, 75 por cento das pessoas que usaram canais digitais pela primeira vez indicaram que vão continuar a usá-los depois da crise.
  2. Líderes empresariais e de análise estão se mobilizando em torno de novas soluções analíticas para apoiar áreas essenciais da empresa usando cada vez mais os meios digitais.
  3. A recuperação da demanda será desigual e os modelos de previsão que usam dados históricos terão pouca utilidade para prever onde surgirão os bolsões de demanda. Será essencial reconstruir os modelos de análise para orientar as decisões operacionais.
 

Você está liderando com dados?

Descubra fazendo estas perguntas aos membros da equipe:

As pessoas sabem como interpretar os dados?

As pessoas podem pedir ajuda aos colegas com questões relacionadas aos dados ou à análise?

As pessoas têm acesso aos dados de que precisam?

As pessoas são responsáveis pelos dados que acessam e criam?

Estamos usando dados para apoiar as decisões?


Criar uma cultura de dados pode parecer uma tarefa monumental, até nas melhores épocas. É preciso compromisso de todos os níveis da organização para influenciar como as pessoas vão pensar e agir em relação aos dados. Você pode adotar medidas incrementais para desenvolver essas habilidades agora, sabendo que elas terão um impacto considerável na sua resiliência no curto prazo e no futuro.

Como usar este manual


Este manual apresenta um roteiro simples, mas eficiente, para desenvolver uma cultura de dados. Ele contém quatro capítulos, cada um com foco em uma área específica.


Para cada área, descrevemos como implementar, com recomendações de como criar, executar e, quando você estiver preparado, como expandir e amadurecer essas habilidades.


Building Running Expanding Image

Criação

Passos fundamentais para possibilitar a extração de valor dos dados.

Execução

Programas e atividades que criam valor mensurável por toda a organização.

Expansão

Ações para otimizar e garantir a durabilidade dos seus esforços em dados nos próximos anos.


Lembre-se que a cultura de dados não é linear, ela é um organismo em constante evolução. Recomendamos que você adote uma abordagem em etapas que faça sentido para os objetivos e necessidades de sua organização. Os passos descritos neste manual podem ser executados e repetidos, seja quando uma cultura de dados ganha vida ou depois que ela já deu frutos.

Capítulo 1:

Alinhe as métricas de liderança
às prioridades da empresa

 

Objetivo:

Alinhamento da liderança da organização em torno das necessidades comerciais mais urgentes para determinar onde concentrar os recursos de dados.

Como funciona:

A aprovação da liderança assegura que todos os líderes trabalhem em função dos mesmos objetivos e direcionem os recursos de dados para as áreas de maior impacto. Em épocas de mudanças constantes, as organizações ágeis avaliam e reavaliam suas prioridades à medida que as condições se alteram e de acordo com as lições aprendidas.

Para entender o desempenho da empresa em relação às prioridades, uma comissão de liderança de dados cria um conjunto de métricas e trabalha com as pessoas certas, geralmente uma equipe de analistas, para localizar, criar e alinhar as fontes de dados para apoiar essas métricas. Nesse estágio, as fontes de dados ajudam a fornecer uma visão instantânea no nível da liderança. O ideal é que essas fontes sejam atualizadas regularmente ou em tempo real para que os líderes possam definir expectativas sobre o desempenho das métricas. Isso afeta a priorização de fontes de dados mais detalhadas para análises futuras.

Abercrombie & Fitch cria alinhamento com dados em tempo real

A Abercrombie & Fitch usa dados quase em tempo real para orientar uma reunião trimestral de alinhamento entre executivos, líderes de grupos de negócio e equipes de produto. Essas informações rápidas ajudam os líderes a mapear metas, alinhar intenções e determinar onde concentrar os esforços.

Leia mais


Exec Dashboard

Um painel executivo reúne suas principais métricas de negócio em uma única exibição. Este exemplo monitora lucratividade, produtos, envio, desempenho e detalhes do pedido na mesma pasta de trabalho.

Como implementar:

Criação

Crie uma comissão de liderança responsável por gerar valor a partir dos dados. Inclua partes interessadas de todas as funções comerciais e analíticas.

Avalie e priorize os problemas comerciais de maior valor, que devem ser o foco da transformação impulsionada por dados.

Defina um conjunto com as principais métricas para entender a saúde da empresa com, no máximo, 10 indicadores-chave.

Execução

Desenvolva dados para apoiar as métricas no nível da liderança, compostos de algumas fontes de dados e visualizações resumidas para cultivar uma fonte confiável compartilhada.

Analise as métricas em relação ao histórico de desempenho para entender como a empresa está se comportando perante as condições anteriores do negócio e às previsões atuais.

Compare as métricas regularmente em relação ao desempenho esperado para identificar prontamente tendências inesperadas e responder aos desafios comerciais de forma proativa.

Expansão

Redistribua e concentre os recursos de dados nos projetos mais urgentes e com maior potencial. Não tenha receio de descontinuar esforços de longa data se eles não estiverem atendendo necessidades urgentes.

Indique patrocinadores executivos para monitorar as métricas nos níveis seniores da organização para garantir que sinais de sucesso e falha sejam percebidos com antecedência e continue a refinar o processo.

Aumente a visibilidade das métricas por meio de comunicados periódicos para toda a empresa para que os executivos incentivem regularmente o uso estratégico de dados.

Capítulo 2:

Crie fontes de dados para contemplar
pontos de decisão essenciais

 

Objetivo:

Métricas de negócio orientam a priorização dos esforços de dados e as equipes criam fontes de dados para lidar com as questões mais importantes da empresa.


Capítulo 3:

Aumente o valor com
casos de uso específicos

 

Objetivo:

Criar valor imediato e engajamento em casos de uso prioritários compartilhando painéis e visualizações de dados com base em informações essenciais.


Como funciona:

Crie casos de uso alinhados a áreas prioritárias para incentivar a interação com os dados. Esses casos de uso se transformam em ativos de dados: visualizações, relatórios, painéis e/ou pastas de trabalho úteis e envolventes que oferecem informações para ajudar a solucionar as necessidades comerciais imediatas. Equipes de toda a organização podem evoluir esses ativos para adequá-los às suas próprias necessidades e identificar outras áreas que poderiam se beneficiar de ativos ou fontes de dados adicionais. À medida que esses ativos evoluem, as equipes devem sempre consultar as definições descritas nas métricas de liderança para garantir que todos falem a mesma língua. Compartilhe vitórias e padrões de sucesso para ajudar a criar um ciclo virtuoso que aumenta e aprofunda o engajamento por toda a organização.

Gerando empolgação e confiança na Red Hat

A equipe de dados e análises empresariais da Red Hat desenvolveu painéis de desempenho essenciais em estreita colaboração com os líderes de negócio de todas as áreas funcionais da empresa. A sinergia e a confiança geradas fizeram com que a comunidade de dados crescesse e triplicasse o número de usuários do Tableau.

Leia mais


Painel de pipeline de vendas

Esta amostra de painel de pipeline de vendas mostra como os negócios foram afetados pela COVID-19. Esse exemplo mostra como você pode adaptar painéis existentes para outros casos de uso.



Como implementar:

Criação

Identifique especialistas em cada departamento que possam dar um retorno rápido e garantir que as equipes de dados e análise tenham o contexto de negócios necessário para desenvolver ativos de dados.

Identifique casos de uso que podem beneficiar as equipes por meio do acesso a fontes de dados essenciais e envolva o time de especialistas para tratar de necessidades específicas.

Defina os requisitos para os ativos de dados para determinar se você precisa de dados suplementares para torná-los relevantes para outros públicos. Verifique se as métricas e dimensões personalizadas derivam de uma definição padronizada.

Execução

Crie ativos de dados com um propósito definido como visualizações interativas, enfocando os principais processos de negócios e pontos de decisão. Priorize a acessibilidade, criando ativos sob medida para públicos específicos.

Leve ativos de dados para reuniões importantes com executivos, membros do conselho e partes interessadas para incentivar abordagens baseadas em dados para os pontos de vista predominantes e demonstrar patrocínio executivo.

Dê início a esforços de programação e indique defensores para oferecer apoio e treinamento por meio de reuniões formais ou comunicações informais, como grupos de bate-papo ou portais da empresa.

Expansão

Incorpore ativos de dados aos fluxos de trabalho e aplicativos existentes criando assinaturas por e-mail, alertas de bate-papo ou incluindo-os em aplicativos de fluxo de trabalho como o seu CRM.

Busque e incorpore novos dados a fontes de dados e painéis que apoiam análises preditivas e prescritivas para casos de uso mais avançados.

Apoie o desenvolvimento de conhecimento de dados adicionando definições, explicações, observações e metadados aos ativos de dados, sempre obtendo feedback dos usuários.

Capítulo 4:

Promova a descoberta
generalizada de dados

 

Objetivo:

As pessoas em todos os níveis devem ter a confiança e o conhecimento para acompanhar o ciclo de descoberta de dados por conta própria com a menor intermediação possível, e usar os conhecimentos de dados para orientar decisões de negócios.


Como funciona:

Quando as pessoas tiverem mais confiança nos dados, vão querer fazer perguntas mais complexas e criar seus próprios ativos de dados. Na prática, isso significa que os dados devem ser bem descritos, bem governados e acessíveis. Isso requer uma capacitação em dados generalizada, ou seja, a habilidade de explorar, entender e se comunicar com dados. Nessa etapa, as organizações se beneficiam de programas de treinamento e capacitação em dados para ensinar as competências de dados básicas. A adoção de programas comunitários dá às pessoas um espaço dedicado para fazer perguntas, compartilhar práticas recomendadas e incentivar o engajamento. No início, esses programas não precisam ser grandes empreendimentos. Eles podem acontecer durante as conversas em andamento e, conforme o envolvimento aumentar, você pode formalizar esforços com responsáveis dedicados, líderes e processos.

JP Morgan Chase prioriza a comunidade e a capacitação em dados

Para intensificar o engajamento em uma comunidade de 30 mil pessoas, a JP Morgan Chase utilizou uma estrutura de gamificação com cinturões de habilidades que guiam as pessoas por diferentes níveis de treinamento em dados dependendo da sua experiência.

Ouça a apresentação

Como implementar:

Criação

Priorize a colaboração em metas e iniciativas departamentais, capacitando as pessoas em todos os níveis da organização para tomar decisões em seu âmbito e agir com base em dados.

Amplie a exploração de dados disponibilizando conjuntos de dados e ativos por meio de uma plataforma de BI compartilhada, com uma governança que equilibre o poder e o controle. Viabilize análises ad-hoc por meio de linguagem natural e ferramentas de análise visual.

Introduza iniciativas de inovação e resolução de problemas como competições de dados para propor novas hipóteses que desafiem as noções estabelecidas de como a empresa funciona.

Execução

Concentre-se na capacitação ao invés de criar conteúdo, expandindo as iniciativas de treinamento. Abra oportunidades para todos os níveis de competência para desenvolver a confiança e a capacitação em dados. Ofereça exemplos relevantes para que as pessoas possam se atualizar rapidamente.

Crie programas formadores de comunidades como almoços com palestras, grupos de usuários ou competições que criem condições para programas mais amplos. As pessoas podem fazer perguntas, obter ajuda e aumentar sua competência em dados.

Invista em uma linhagem de dados sólida, pois ela é a chave para o compartilhamento de dados e desenvolvimento da confiança. Use sua plataforma de BI para identificar e lidar com problemas de qualidade dos dados nas fontes mais utilizadas.

Expansão

Formule um método e um repositório para armazenar aprendizados, como um portal interno ou Wiki, e aloque tempo dos funcionários para essa função.

Documente as principais práticas de descoberta de dados para registrar métodos bem-sucedidos e inspirar outros. Continue com essas práticas e refine-as à medida que desenvolve sua cultura de dados.

Identifique e celebre publicamente os defensores de dados e recompense-os com ciclos de promoção, crescimento profissional e oportunidades de liderança. À medida que a cultura de dados evoluir, considere a criação de cargos de liderança de dados.

Conclusão

Proteja o futuro da sua organização
para o que der e vier

 

Proteja o futuro da sua organização para o que der e vier

A pandemia de COVID-19 está ampliando a lacuna entre os líderes e os retardatários: os que estão incorporando dados e análise à cultura da empresa e aqueles que ainda hesitam em investir em programas e tecnologias que poderiam ajudá-los a chegar lá. As organizações que lideram com dados mudam de direção quando necessário, inovam constantemente e refinam com consistência, ganhando assim uma clara vantagem competitiva em épocas de vacas magras.

Para criar uma cultura de dados, não basta apenas virar uma chave. Agora é o momento de fazer mudanças incrementais, começando pela sua força de trabalho. Estabeleça áreas de foco que servirão de base para que funcionários e equipes passem a usar dados cada vez mais. Essas medidas ajudarão você a seguir na direção certa, garantindo a persistência da sua cultura de dados para o que der e vier.


Conheça a plataforma do Tableau: Tecnologia flexível que apoia uma cultura de dados escalonável

O Tableau é líder mundial em plataformas de análise. Poderosa, segura e flexível, a plataforma do Tableau é projetada para o profissional e dimensionada para a empresa. Como consultora de confiança das maiores empresas do mundo, como Honeywell, Charles Schwab, Nissan e várias outras, a Tableau ajuda seus clientes a construir uma cultura de dados de sucesso com base na confiança e no compromisso estratégico com os dados.


Quer acelerar a sua cultura de dados? Nós criamos o modelo.

O Tableau Blueprint descreve as práticas recomendadas da Tableau com base nas experiências de milhares de clientes para ajudar você a transformar processos repetíveis em recursos essenciais. Ele ajuda você a ver o quadro global—a sua estratégia de análise—ou concentrar-se em uma área específica para refinar e melhorar.

Explore o Tableau Blueprint



*Fonte: Infobrief da IDC , patrocinado pela Tableau, Por que você deve se importar com a cultura de dados, abril de 2020.

Baixe o PDF

Receba a versão completa para impressão do nosso
manual da cultura de dados.

Baixe agora »

Navicon

Navicon is a consulting company based in Moscow, Russia, since 2002. We implement the best in class solutions based on well-known platforms like Tableau to our valuable customers. We are eager to develop new ideas and bring innovations to business. BI has become our core direction during last couple years and we see it as the most driving and perspective in the nearest future.

info@navicongroup.ru
www.navicongroup.com